Visit Us On FacebookVisit Us On Linkedin
Artigos

02/06/2015Lí­bia Macedo1 Comentário

Desfiles de Moda – O que é conceito e o que é exagero?

Lancei um desafio para a amiga Biti Averbach, fera em assuntos de moda, para “costurarmos” um artigo a 4 mãos. Ela topou e segue nossa produção final.

Desfiles de moda chamam a atenção, muitas vezes, não pelas roupas apresentadas, mas por algum elemento extravagante na passarela. É obvio que o desfile de moda é um evento organizado para expor e divulgar uma nova coleção, mas o lado conceitual tem sido fortemente explorado na tentativa de revelar a essência da grife e a inspiração do criador, ao invés de focar exclusivamente no produto como mercadoria. Quando essa estratégia é bem sucedida e cai nas graças da mídia: BINGO! É um sucesso.

Dois exemplos recentes chamaram a atenção:

  • Na semana de moda masculina de Paris, o estilista Rick Owens mostrou roupas descontruídas, com golas desabadas e aberturas frontais que deixavam muita coisa à mostra dos modelos.
  • Em Madrid, uma grife de bolsas femininas fez um desfile em que a nova coleção era apresentada por modelos nus, causando furor e buzz nas redes sociais.
Modelos nús com bolsas em desfile em Madrid
Créditos: reprodução Hollywood Life
Modelo desfilando com parte do pênis à mostra
Créditos: Rick Owens (divulgação)

As perguntas que ficam são:

  • O choque da novidade auxiliou as marcas?
  • Qual o objetivo alcançado pelos desfiles? Comentários sobre a performance ou atenção para o produto?

É preciso contextualizar a idéia de desfile, que atualmente é uma grande oportunidade para o estilista divulgar sua marca.

À partir da plateia de clientes e jornalistas de moda, as imagens e críticas sobre o evento (positivas ou negativas, profissionais ou amadoras) reverberam através da internet e das redes sociais, multiplicando-se exponencialmente. Mais do que vender produtos específicos, o importante é vender uma imagem, uma ideia.

Note que, em inglês, a palavra para desfile é fashion show (show de moda). Ao assistir a um desfile, queremos ser entretidos, mas como vivemos numa sociedade saturada de imagens e informações, os estímulos precisam  ser cada vez mais potentes para nos sacudir do entorpecimento habitual. No entanto, é preciso ter critério.

A editora de moda Biti Averbach destaca que “os desfiles conceituais são bem sucedidos quando são coerentes com a marca e ajudam a contar uma história, a veicular uma ideia sobre a coleção e sobre a grife. É o caso dos desfiles de Rick Owens: o estilista tem uma linguagem visceral e artística, sofisticada e crua, e isso é reforçado em suas apresentações”.  

“Já o desfile de bolsas femininas com modelos nus chama a atenção pela gratuidade da ação que parece, apenas, querer chamar atenção, ou, para usar a gíria do momento, querer ‘causar'”.

É preciso refletir: por que colocar homens nus desfilando bolsas femininas? Os homens e as bolsas seriam os objetos máximos do desejo feminino? Esse tipo de argumento soa vulgar, e até mesmo ofensivo e sexista. E mais, não acreditamos que os produtos, bolsas bastante convencionais, tenham sido reforçados por este discurso. Pelo contrário, poucos devem ter prestado atenção nelas.

O evento/desfile traz no seu DNA mostrar as roupas, focando o desejo e consequentemente a venda, mas traduzindo uma concepção. Formas inovadoras de destacar isso precisam ser perseguidas, mas com critério, afinal, parafraseando Wanda Maleronka:

“Desfiles são condutores da imaginação, criando vínculos entre o sonho e a realidade, despertando nas pessoas o desejo por aquela marca e tudo o que ela oferece.” Wanda Maleronka, 2005

1 Comentário

Deixe o seu comentário!













Fale Conosco

11 3673-4583

11 99616-5073

contato@dicaevento.com.br

Siga-nos também no Facebook   





Preencha seus dados e saiba de nossas novidades e não deixe de acompanhar nosso facebook, com dicas diariamente
© 2015 Dica Evento - Eventos e Marketing Promocional | Otimização: 2Aces Hospedagem: WP Engine Gerenciado em: ManageWP