Visit Us On FacebookVisit Us On Linkedin
Artigos

03/09/2015Marlene MatiasSem Comentários

Expo Milano 2015 – Esposizione Internationale Milano 2015

A história das exposições universais teve seu início no século XIX, quando a Inglaterra, que na época era o país mais desenvolvido industrialmente e também depois que a França a sua concorrente direta pela hegemonia de mercados externos desistiu de internacionalizar a Exposição Nacional Francesa de 1849.

A primeira exposição universal a The Great Exhibition of the Works of Industry of all Nations, aconteceu no Palacio de Cristal, em Londres em 1851. A partir de então as exposições universais foram sendo realizadas ao longo dos anos, inicialmente sem nenhum tipo de normatização que regesse a seu planejamento e organização, até 1928 quando foi realizada a Conferência de Paris, que originou o documento Convenção de Paris 1928, e a criação do Bureau Internacional des Exposition – BIE, uma organização intergovernamental que ficou responsável de supervisionar o calendário, a Licitação, a seleção e a organização das exposições universais.

A partir de então se iniciou a institucionalização e a regulamentação das exposições universais e/ou exposições mundiais, que segundo a Convenção de Paris 1928, em sua Parte I – Definições, no artigo 1º, diz:

[…] Considera-se exposição internacional oficial ou oficialmente reconhecida toda manifestação, seja qual for a sua designação, para a qual são convidados países estrangeiros pelas vias diplomáticas, que tem, em geral um caráter periódico, cujo fim principal é mostrar os progressos realizados pelos diferentes países num ou mais ramos de produção, e onde não se faz em princípio distinção alguma entre compradores e visitantes para entrada nos locais da exposição […]

Milão teve sua primeira experiência em organizar uma exposição universal e/ou exposição mundial ao realizar a Esposizione Internationale Del Sempione 1906 – Milan 1906, que teve por tema o “Transporte”.

Após 109 anos, Milão volta a realizar uma exposição universal a Esposizione Universale del 2015 – Expo Milano 2015, que tem por tema “Alimentando o Planeta, Energia para a Vida”, cujo objetivo é promover o Debate sobre como nutrir o planeta de forma sustentável, justa e saudável, promovendo as identidades culturais.

A Expo Milano 2015 foi aberta ao público em 01 de maio de 2015 e funcionará até 31 de outubro do mesmo ano, e tem previsão para receber 20 milhões de visitantes, nesses seis meses de duração.

As instalações da Expo Milano 2015 ocupam uma área de 1 milhão de metros quadrados. Os principais tipos de instalações identificados no recinto encontram-se a seguir.
Os pavilhões independentes (48) – são aqueles construídos pelos países participantes;

Pavilhão Vietnam (Foto: Marlene Matias)
Pavilhão do Vietnam – Foto de Marlene Matias

O Pavilhão da Itália que faz parte de todo um complexo que mostra o país.

Pavilhão da Itália (Foto: Marlene Matias)
Pavilhão da Itália (Foto: Marlene Matias)

Os clusters (10) – a grande novidade introduzida pela Expo Milano 2015, são áreas expositivas localizadas em pavilhões construídos pela organização do evento para abrigar os países que não tiveram condições de construir seu próprio pavilhão. Os clusters agrupam países de acordo com o seu tipo de produção.

 

 (Foto: Marlene Matias)
(Foto: Marlene Matias)

As áreas temáticas (06) – são espaços expositivos relacionados com a temática da exposição. O Pavilhão Zero da Organização das Nações Unidas (ONU) é uma das áreas mais bem destacada, pois introduz o tema e linguagem da Expo.

 

Pavilhão Zero (Foto: Marlene Matias)
Pavilhão Zero (Foto: Marlene Matias)

O recinto possui também o Open Air Theatre e o Lake Arena que são locais para apresentação de espetáculos musicais, circenses, peças teatrais e outras atividades artísticas.

Open Air Theatre (Foto: Marlene Matias)
Open Air Theatre (Foto: Marlene Matias)

 

Além das instalações acima o recinto possui ainda 09 pavilhões destinados a Sociedade Civil; 05 pavilhões dos patrocinadores; 01 Expo Centre; a Piazza Itália, Ilhas de alimentação com vários outros serviços como internet e toiletes, cabe destacar que as instalações da Expo são entrecortadas por ruas e avenidas, sendo a principal a Decumano que apresenta vários espaços expositivos com a produção italiana de legumes, hortaliças, frutas queijos, vinhos e outros produtos como também algumas ilhas para descanso além das áreas destinadas para esse fim e outras instalações.

Ilha de descanso na Decumano (Foto: Marlene Matias)
Ilha de descanso na Decumano (Foto: Marlene Matias)

 

Expo Milano 2015 (Foto: Marlene Matias)
Expo Milano 2015 (Foto: Marlene Matias)

Agora que vocês tem uma idéia geral da Feira, um momento mais específico para o espaço de nosso país.

O Pavilhão do Brasil

O Pavilhão do Brasil com o tema “Alimentando o Mundo com Soluções”, foi um projeto do arquiteto paulista Arthur Casas, foi construído em uma área de 4 mil metros quadrados, dividido em três pisos, a foto abaixo mostra a entrada do pavilhão.

 

No piso térreo sob a rede suspensa está uma mostra de alguns tipos de produtos agrícolas que são cultivados no país.

Pavilhão do Brasil na Expo Milano 2015 (Foto: Marlene Matias)
Pavilhão do Brasil na Expo Milano 2015 (Foto: Marlene Matias)
 (Foto: Marlene Matias)
(Foto: Marlene Matias)

No primeiro piso encontra-se um bar que comercializa produtos nacionais e também uma exposição.

No segundo piso tem um restaurante, uma loja com artesanato e também uma exposição.

O objetivo do Brasil com sua participação na Expo Milano 2015 é mostrar a sua capacidade de ampliar a produção de alimentos com tecnologias inovadoras e de forma suficiente, saudável e sustentável, com qualidade capaz de atender às demandas mundiais. Para isso durante os seis meses do evento além das exposições sobre o tema, elaborou uma programação com atividades culturais e gastronômicas, seminários, eventos de negócios e de relacionamento.

 (Foto: Marlene Matias)
(Foto: Marlene Matias)

As exposições universais são eventos que funcionam como plataforma para o diálogo internacional sobre temas relevantes para pessoas, países e instituições do mundo todo. Desde o seu início foi um lugar para cada nação se apresentar e oferecer ao mundo conhecimentos e soluções criativas para o seu tempo.

Referências:

  • Brasil na Expo. Disponível em: http://brasilexpo2015.com/expo-milao. Acesso em 26/07/2015.
  • BUREAU INTERNATIONAL DE EXPOSITIONS. Convenção de Paris 1928. Paris, 1932.
  • Entenda o que é a Expo Milão 2015. Disponível em: http://brasilexpo2015.com/expo-milao. Acesso em 26/07/2015.
  • EXPO MILANO 2015. Unique Itineraries Between site and City. Milano: Electa e 24 Ore Cultura, 2015.
  • EXPO MILANO 2015. Guida Breve. Milano: Electa e 24 Ore Cultura, 2015.
    MASSARI, Cristina. Expo 2015 mobiliza Milão, na Itália com seis meses de Programação Cultural Intensa. Jornal o Globo (19/03/2015).
  • MATIAS, MARLENE. Os Legados das Exposições Universais e o Turismo. Tese de Doutorado/Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2015.
  • ORSOLON, Luis. A Rede do Pavilhão Brasil recebe 1 milhão de visitantes. Disponível em: http://portalradar.com.br/a-rede-do-pavilhao-brasil-recebe-1-milhao-de-visitantes. Acesso em 27/07/2015.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!













Fale Conosco

11 3673-4583

11 99616-5073

contato@dicaevento.com.br

Siga-nos também no Facebook   





Preencha seus dados e saiba de nossas novidades e não deixe de acompanhar nosso facebook, com dicas diariamente
© 2015 Dica Evento - Eventos e Marketing Promocional | Otimização: 2Aces Hospedagem: WP Engine Gerenciado em: ManageWP